2 Samuel 7:1-17   

QUANDO DEUS DIZ 'NÃO'
1 Ora, estando o rei Davi em sua casa e tendo-lhe dado o Senhor descanso de todos os seus inimigos em redor, 2 disse ele ao profeta Natã: Eis que eu moro numa casa de cedro, enquanto que a arca de Deus dentro de uma tenda. 3 Respondeu Natã ao rei: Vai e faze tudo quanto está no teu coração, porque o Senhor é contigo. 4 Mas naquela mesma noite a palavra do Senhor veio a Natã, dizendo: 5 Vai, e dize a meu servo Davi: Assim diz o Senhor: Edificar-me-ás tu uma casa para eu nela habitar? 6 Porque em casa nenhuma habitei, desde o dia em que fiz subir do Egito os filhos de Israel até o dia de hoje, mas tenho andado em tenda e em tabernáculo. 7 E em todo lugar em que tenho andado com todos os filhos de Israel, falei porventura, alguma palavra a qualquer das suas tribos a que mandei apascentar o meu povo de Israel, dizendo: por que não me edificais uma casa de cedro? 8 Agora, pois, assim dirás ao meu servo Davi: Assim diz o Senhor dos exércitos: Eu te tomei da malhada, de detrás das ovelhas, para que fosses príncipe sobre o meu povo, sobre Israel; 9 e fui contigo, por onde quer que foste, e destruí a todos os teus inimigos diante de ti; e te farei um grande nome, como o nome dos grandes que há na terra. 10 Também designarei lugar para o meu povo, para Israel, e o plantarei ali, para que ele habite no seu lugar, e não mais seja perturbado, e nunca mais os filhos da iniqüidade o aflijam, como dantes, 11 e como desde o dia em que ordenei que houvesse juízes sobre o meu povo Israel. A ti, porém, darei descanso de todos os teus inimigos. Também o Senhor te declara que ele te fará casa. 12 Quando teus dias forem completos, e vieres a dormir com teus pais, então farei levantar depois de ti um dentre a tua descendência, que sair das tuas entranhas, e estabelecerei o seu reino. 13 Este edificará uma casa ao meu nome, e eu estabelecerei para sempre o trono do seu reino. 14 Eu lhe serei pai, e ele me será filho. E, se vier a transgredir, castigá-lo-ei com vara de homens, e com açoites de filhos de homens;15 mas não retirarei dele a minha benignidade como a retirei de Saul, a quem tirei de diante de ti.16 A tua casa, porém, e o teu reino serão firmados para sempre diante de ti; teu trono será estabelecido para sempre.17 Conforme todas estas palavras, e conforme toda esta visão, assim falou Natã a Davi.

É sempre para o nosso benefício que muitas vezes Deus diz: NÃO.
Conta-se a história da oração de um menino que estava pedindo uma bicicleta como presente no natal. Por acaso um adulto viu aquele menino orando e quando o Natal chegou, e a bicicleta não, aquela pessoa que havia visto menino orando perguntou o porquê de Deus não ter respondido a oração dele. O menino pensou por um instante e respondeu: Deus respondeu sim a minha oração. A resposta d´Ele foi 'não'.
Esta história descreve em grande medida a nossa própria experiência humana quando o assunto é a oração. Não há dúvidas de que NÃO, é uma resposta tanto quanto o SIM. Agora, se analisarmos as nossas reações, a maioria de nós concordará que, quando recebemos um “sim”, dizemos que a nossa oração foi respondida, e quando recebemos um “não”, nós a consideramos como oração não respondida.
Um dos maiores personagens da Bíblia pediu uma coisa a Deus e recebeu um “não” como resposta. Até aonde sabemos, ele estava orando com as melhores das intenções espirituais. Este personagem é o Rei Davi, e a oração que fez era para que tivesse permissão para construir um templo para culto a Deus em Jerusalém. Abramos a Bíblia para II Sam. 7:1-17.
Deixe-me dizer que há muito mais na Bíblia a respeito de orações que Deus não respondeu do que de orações respondidas.
1. Primeiramente, quero lhes dizer que não é comum Deus responder a oração de um não crente (João 9:31). Deus oferece a salvação a todo o homem. A salvação é sempre um ato da graça de Deus e é estendida a toda a humanidade. Todavia, não existe nenhuma promessa de conforto, nenhuma promessa de ajuda em tempos de dificuldade para quem não crer no Senhor Jesus Cristo como seu Salvador.
Alguém poderia perguntar: Mas Mateus 7: 7 não diz: “Pedi e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei e abrir-se-vos-á”? Isso não quer dizer que qualquer pessoa pode orar e receber uma resposta?
Não. Aquela promessa em Mateus 7:7, não foi feita a não-cristãos. Foi feita a crentes em Cristo Jesus. É verdade que existe a graça comum.
2. Deus não vai ouvir a oração do crente que está escondendo pecado em seu coração. Isto quer dizer que se você está escondendo algo em seu coração, se está vivendo em pecado com uma outra pessoa, ou enganando alguém, ou guardando algum ressentimento, você vai perceber que Deus simplesmente está ignorando as suas orações. Vejamos por exemplo o que Deus tem a dizer ao marido e a mulher quando eles não estão bem um com o outro (I Pedro 3:7 " Do mesmo modo vocês, maridos, usem de consideração no convívio com suas esposas e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações". Não adianta jejuar...

3. A Bíblia também diz, que Deus não atende a oração do crente que pede algo fora da vontade de Deus (Tiago 4:3; I João 3:22; 5:14). Podemos dizer com segurança que muitas orações não são respondidas simplesmente porque as pessoas que estão orando ou não são crentes, ou porque embora feitas por crentes, eles estão conscientemente em pecado ou porque estão orando para esbanjar em seus prazeres fora da vontade de Deus. Queira Deus, meus irmãos, que as nossas orações não se enquadrem nestas categorias aqui abordadas.
Qual deve ser a nossa motivação ao orar? Qual deve ser a atitude do crente ao se curvar em oração diante do seu Deus? O que a experiência de Davi tem a nos ensinar, particularmente, quando Deus diz não às nossas orações? Para procurar responder estas perguntas, quero apontar duas motivações que devemos ter ao nos dirigirmos a Deus em oração:

I. A motivação de um coração puro diante de Deus (vv. 1-3).

Falar de orações erradas ou orações que são feitas por uma pessoa que está persistindo no pecado não era o caso de Davi aqui neste texto. É verdade que Davi também teve o seu momento “down”, mas não é o caso em questão (contexto de II Sam. 11, 12 Salmos 32, 51). Todavia, Davi orou a respeito da construção do templo com a atitude mais pura e nobre, numa época em que desfrutava de um bom relacionamento com Deus (Salmo 51:17).
1. Davi orou responsavelmente (v. 1).
2.Davi orou sem interesse próprio (v. 2). Ele podia ter pedido, argumentando que precisava de reformar o seu palácio ou de um novo contingente de soldados para a sua segurança, ao invés disto, ele disse a Natã: Olha, eu moro em casa de cedros, e a arca de Deus se acha em tenda (v. 2).
Sabe no que isso significa para nós? Que devemos cuidar das coisas de Deus e não deixá-las ao abandono (Jeremias 48:10). Que as coisas de Deus merecem o nosso melhor, seja nos seus feitos, quanto nas suas conquistas. Você quer um exemplo? Quantos copos ficam abandonados aqui depois do culto? Primeiro, não precisa trazer o copo aqui, e é por isso que o cesto de copo sujo fica lá em baixo, ao lado do bebedouro. Suas ofertas são realmente ofertas ou são sobras para Deus?
Uma vez me foi dada uma oferta missionária por uma família cujo negócio era uma loja de sapatos. Um tamanco daqueles da época em que se usava a calça boca de sino. Imagino que era uma sobra que havia ficado encalhado na loja (imagino) por mais de 10 anos. É verdade que sou baixinho, mas em cima daquele tamanco era mais ridículo ainda.
Como é o caráter de suas ofertas para Deus, meu irmão? São as sobras ou a intenção expressa de agradar a Deus? Pergunta: O seu dízimo é dízimo mesmo ou é algo que nem é oferta, é só para inglês ver, digamos, para que o meu nome não passe em branco na tesouraria?
3. Davi mostrou-se ser um homem espiritual (vv. 3, 4). Isto é, Davi orou com a intenção expressa de fazer a vontade de Deus. Por que estou dizendo isso? Veja comigo Deuteronômio 12:10,11 - "Mas quando passardes o Jordão, e habitardes na terra que o senhor vosso Deus vos faz herdar, ele vos dará repouso de todos os vossos inimigos em redor, e morareis seguros.
11Então haverá um lugar que o Senhor vosso Deus escolherá para ali fazer habitar o seu nome; a esse lugar trareis tudo o que eu vos ordeno: os vossos holocaustos e sacrifícios, os vossos dízimos, a oferta alçada da vossa mão, e tudo o que de melhor oferecerdes ao Senhor em cumprimento dos votos que fizerdes".

Ou seja, nestes dois versículos, Deus está dando a instrução ao Seu povo antes da entrada na terra prometida. Conhecedor destas palavras, ele interpreta os acontecimentos a sua volta e toma a idéia da construção de um templo para adoração e onde o verdadeiro Deus seria cultuado.
Nas suas decisões, meu irmão e irmã, qual é a sua motivação? Para Davi sua maior motivação é a de um coração puro, diante do Seu Deus. E você?

II. A motivação de dependência total em Deus (vv. 8-16).
A motivação para a oração deve ser de um coração puro diante de Deus, mas também deve mostrar que dependemos totalmente de Deus.
Quando colocamos todas estas motivações juntas, concluímos que para um cristão que está numa situação em que não tem pecado escondido, que está orando responsavelmente, está orando sem interesse próprio e orando espiritualmente, ainda, é possível que Deus diga 'não' às suas orações.
Por que Deus diz 'não'? Inicialmente devo dizer que esta pergunta nunca será respondida adequadamente, pelo menos não até chegarmos ao céu. Todavia, é sempre para o nosso benefício que muitas vezes Deus diz NÃO. Numa tentativa de olhar o 'não' de Deus, no caso de Davi, eu diria que este não teve o seu benefício da seguinte forma:
1. Lembrar-nos que Deus não depende de nós (vv. 8, 9). No texto, Deus lembra a Davi, não do que Davi havia feito para Deus, mas do que Deus tinha feito por Ele (vv. 8, 9). Não tem no mapa rodoviário o pasto onde Deus tomou Davi.
Isto é algo que todos nós podemos aplicar pessoalmente. A maior parte de nós acredita, pelo menos intelectualmente, que Deus pode fazer exatamente o que Ele deseja conosco. Mas de alguma forma, quando estamos envolvidos com a sua obra, é muito fácil nos associarmos com o sucesso que Ele está fazendo. E daí começamos a pensar como é que o Senhor pode se arranjar sem nós. Se você pensa desta forma, é possível que Deus esteja dizendo não às suas orações só para você poder aprender essa lição. O Senhor Jesus mesmo disse em João 15:5: "Sem mim nada podeis fazer". Quer saber de uma coisa? Deus pode se sair e muito bem sem você e eu juntos.
2. O segundo benefício do 'não', é para aprendermos a confiar em Deus. Lembre que é sempre para o nosso benefício que muitas vezes Deus diz NÃO. No caso de Davi, mais tarde ficou sabendo porque Deus havia dito 'não' . Veja comigo I Crônicas 22:8. Apesar de no momento da resposta negativa de Deus a Davi, não ter sido revelada a causa, o motivo do 'não', Davi aprendeu a confiar em Deus. Alguns pecados, meus irmãos deixam marcas que afetam a vida toda.
Pergunta: Você confia em Deus mesmo, ou desconfia? Quantas vezes jovens crentes, o rapaz ou a moça não é correspondido no namoro que imaginou que era a vontade de Deus, vai à escola fica com o primeiro que aparecer e dia seguinte vem: 'Graças a Deus'. Que 'graças a Deus'? Pediu uma limusine para Deus e Deus disse 'não', então entra na próxima casa do jogo do bicho que encontrar e ganha alguns trocados e aí vem: 'Graças a Deus'. Que 'graças a Deus' meu irmão? Desde quando Deus se deixa impressionar pelos negócios ilícitos? Desde quando Deus permite que procuremos a sua vontade nas coisas que Ele proíbe? Desde quando?
Veja o exemplo de um tapete no avesso. Você já viu um tapete do lado errado?
Da mesma maneira que um tapete, a vida para nós é muitas vezes um emaranhado de linhas e fios; nós a vemos apenas do lado errado, do avesso. Contudo, quando confiamos em Deus de verdade, sem desconfiar d´Ele, quando confiamos de verdade em Deus, sabemos também que virá o dia em que a veremos do lado certo – da perspectiva de Deus. Mas enquanto isso, devemos confiar nEle.
3. O terceiro benefício do não, é que Deus se dá ao direito de nos dizer “SIM” a respeito de outra coisa (vv. 11-13, 15, 16). Deus disse 'não' para que Ele pudesse oferecer a Davi uma bênção diferente e melhor. É sempre para o nosso benefício que muitas vezes Deus diz, NÃO.
Lembro-me do Pr. Royal, Missionário das Novas Tribos em 1990. Ele disse algo que marcou o meu coração: “Deus não deixa de dar o que é bom para os seus filhos, sem ter em vista o melhor”.
Davi havia pedido a Deus o privilégio de construir o templo e Deus disse 'não'. Qual era a bênção para Davi? Deus disse que um dos seus filhos faria este trabalho. Em outras palavras, Deus estava dizendo: “Eu não quero que você fique envolvido com a construção de um templo. Ao invés disso, Eu vou construir uma casa para você. Eu vou fazê-la permanente e o meu Messias – JESUS reinará sobre o trono de Seu Pai Davi para sempre”. É sempre para o nosso benefício que muitas vezes Deus diz, NÃO.
Pr. Cacuto

anterior

[topo]