Mensagens em Efésios   
A ILUMINAÇÃO DOS OLHOS DO ENTENDIMENTO (Ef. 1:18-19).

18 Oro também para que os olhos do coração de vocês sejam iluminados, a fim de que vocês conheçam a esperança para a qual ele os chamou, as riquezas da gloriosa herança dele nos santos
19 e a incomparável grandeza do seu poder para conosco, os que cremos, conforme a atuação da sua poderosa força. (NVI)


Nós temos a necessidade da iluminação dos olhos do nosso entendimento.
Paulo continua a sua oração de intercessão. Nesta oração ele está interessado em que os crentes saibam, conheçam e vivam três verdades em particular. Qual é a esperança da sua vocação, quais são as riquezas da glória da sua herança nos santos e qual é a suprema grandeza do poder de Deus em nós os que cremos. Esta iluminação é muito importante tanto para o crente quanto para o descrente.
1. Na vida do incrédulo. O problema maior na vida do descrente não é tanto que ele não consegue pensar, mas que por causa do pecado e queda, ele não pode usar e exercitar apropriadamente as suas faculdades. A Bíblia diz em Ef 4:18 que o entendimento deles está entenebrecido ou obscurecido.
Ilustração: Visão embaçada de quem ficou cego, mesmo que tenha o cristalino. Ex. D. Ruth.
Aplicação: Esta é a condição do homem em pecado e sem Jesus. Ele tem um entendimento natural, ele tem a faculdade, a capacidade, ele tem a mente, mas não pode usá-la em questões espirituais. Portanto, é necessário que estes olhos do coração sejam iluminados. É preciso que o véu seja retirado para que os olhos espirituais funcionem. O texto mostra esta oração: Que Deus abra os nossos olhos.
2. Na vida do crente. Enquanto estivermos nesta vida e neste mundo, sempre teremos a necessidade da obra iluminadora do Espírito Santo. Enquanto estivermos aqui e cercados de fraquezas, necessitamos da obra da iluminação do Espírito Santo. Por mais que tenhamos aprendido, por maior que seja o nosso entendimento da Bíblia, jamais poderemos ter feriado ou férias espirituais. O conhecimento espiritual é progressivo. Paulo agradece aos irmãos efésios porque já conheciam muito a respeito das coisas de Deus. Contudo, ele deseja que eles cresçam no conhecimento. Que continuem crescendo. Não há nada mais trágico quanto o tipo de cristão que dá a impressão de que "já chegou".
3. Devemos orar pedindo a iluminação dos olhos do nosso entendimento. Essa deve ser a nossa oração constante e diária. Sempre devemos orar pela nossa iluminação. O constante desejo das nossas vidas deve ser que "cresçamos na graça e no conhecimento do Senhor ".
Aplicação: Será que você poderia olhar para o passado, digamos dez anos atrás de vida cristã, e dizer que o seu conhecimento espiritual hoje é maior? A sua compreensão da verdade é mais profunda? Você sente que realmente está sendo levado para frente? Está crescendo na vida cristã, você está progredindo?
Nesta noite gostaria de reunir três verdades que devemos ter em mente através da iluminação do Espírito Santo:
-A esperança do chamamento de Deus.
-A glória da herança de Deus e
-A grandeza do poder de Deus.
I. A esperança do chamamento de Deus (v. 18).
A primeira parte do verso 18 já mostra a intenção e desejo de Paulo para os crentes de Éfeso. Ele queria que eles soubessem qual é a esperança do seu chamamento . Isso nos faz lembrar o começo da nossa vida cristã. Paulo está falando da segurança da nossa salvação. Isso fala da nossa esperança. Temos aqui um ensinamento não comum nos nossos dias. Temos aqui duas chamadas ou duas vocações. Há uma chamada geral e outra particular ou eficaz.
1. Existe uma chamada geral.
O evangelho de Jesus Cristo lança um chamamento geral. O convite para o arrependimento é para todas as pessoas. Todas as pessoas devem se arrepender e crer em Cristo o Senhor. O evangelho deve ser pregado a todas as pessoas em todas as nações. Obviamente não é este chamado aqui no nosso texto.
2. Existe uma chamada especial ou eficaz.
O chamado geral de Deus nem sempre é eficaz. Por este chamado, Deus mediante o evangelho e pelo poder do Espírito Santo, chama algumas pessoas em particular, e nenhum homem é cristão, a menos que tenha sido chamado neste sentido especial...
Aplicação: Os chamados são aqueles cristãos em quem a Palavra de Deus se tornou eficaz; em quem Palavra de Deus chegou com poder, e veio como um dinamite em suas vidas de tal maneira que eles não conseguiram resistir ao seu apelo. São aqueles em quem a palavra de Deus se manifestou salvadora e prontamente responderam a ela com todo o seu ser. Resumindo, Paulo mostra que aquele em quem esta palavra se tornou eficaz deve ter a segurança da salvação, a esperança do seu chamamento. E você? Você tem segurança de sua salvação? Segurança e certeza devem ser a possessão de todos os cristãos.
Muitos hoje estão ensinando e pregando um Cristo que é capaz de salvar hoje, mas que não para sempre. Quero que saibam que o ensino chamado livre arbítrio faz cinco grandes contrastes com o ensino chamado soberania de Deus. No último ponto do livre arbítrio, eles ensinam e pregam que o crente nunca deve ter a certeza da salvação. Eles ensinam que você pode perder a sua salvação. Eles dizem que você pode ter sido selado com o Espírito Santo e, todavia, em conseqüência de alguma queda em pecado, você pode cair da graça. Quem sabe 5 minutos antes da morte você pode negar a Deus...
Você tem certeza da sua salvação? Tenha esperança meu irmão. Rom 8: 28, 29, 30, 35-39.
II. A glória da herança de Deus (v. 18).
Deus está chamando, neste presente século, um povo exclusivamente Seu. Vai chegar o dia em que o tempo dos gentios chegará ao seu fim e é por isso que devemos viver neste mundo com os nossos olhos voltados, fixos não tanto neste mundo, mas no vindouro.
Ilustração: H. Hendricks afirmou: A nossa geração não conhece o que é esperança. A nossa geração está tão ligada aqui na terra que não presta atenção no céu.
Isso é tão verdade porque se realmente vivemos em função do céu, a nossa vida aqui na terra vai tomar outros rumos. A Bíblia mostra a vida dos homens que viveram neste mundo e que tinham toda a sua perspectiva de vida sustentada pelo céu. Eles deram uma grande ênfase em ver o " invisível ". Basta ler o capítulo 11 de Hebreus para chamar a nossa atenção. A Bíblia diz que devemos pensar nas coisas do céu (Col. 3:2). A comparação é como agulha de uma bússola. Devemos colocar os nossos afetos fixos nas coisas que são de cima e não nas coisas daqui da terra. Devemos colocar os nossos olhos para a riqueza da glória de sua herança.
O materialismo do nosso tempo tem procurado desviar os nossos olhos deste entendimento. Lemos neste texto: "iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes, qual a riqueza da glória da sua herança os santos." Ele está nos mostrando que é para o céu que nós caminhamos. É para a cidade celestial que vocês e eu caminhamos.
Notem 1 Pedro 1:3-5. Notem a descrição deste lugar. Incorruptível. Não há nada pecaminoso ali. Não, nada ali tem algo que seja indigno, nada. Não haverá tristeza ali, nem lágrimas, nem pecado, nem separação, nem coisa alguma que nos faça infelizes. Precisamos que os nossos olhos sejam iluminados para podermos enxergar as riquezas da glória de sua herança.( I Co. 2:9)
Aplicação: Nós temos a necessidade de rogar a Deus o mesmo que Paulo rogou para os efésios. Oremos a Deus para que o Seu Espírito ilumine os olhos do nosso coração para que não nos esqueçamos da esperança da nossa chamada, da herança eterna que nos aguarda. Oremos para que estas coisas se tornem reais em nossas vidas. Pensemos nas coisas que Ele mesmo preparou para aqueles que O amam.
III. A suprema grandeza do poder de Deus (v. 19).
O texto fala do poder de Deus manifesto em nossas vidas. A nossa salvação é a demonstração do grande poder de Deus. Hoje em dia há um ensino que encontra cada vez mais adeptos, que é o que diz que a salvação é o resultado de algo que você tenha feito, mais o poder que nos é dado por Deus. O fato principal, como se ensina, é que você precisa dar o primeiro passo. Ou seja, Eu, mais o poder de Deus.
Quando pensamos em quem o homem realmente é, nós só temos uma conclusão final: que a salvação é o resultado da manifestação do poder de Deus em ação. É Deus quem nos dá a força e o poder. Nós necessitamos deste poder constantemente.
1. O poder de Deus em ação.
A salvação é uma demonstração do poder de Deus em nós. Sou o que sou pela graça de Deus e pelo poder de Deus. Ninguém pode fazer-se cristão, somente Deus faz os cristãos.
2. O poder de Deus está acima do poder do homem.
Até hoje a morte domina todo o homem. Homem nenhum pode escapar da morte. Mas Deus o nosso Deus tem domínio sobre todas as forças deste universo. Este assunto vou poder desenvolver em mais um sermão cujo tema é: A grandeza do poder de Deus.
Aplicação: Antes de concluir, gostaria de afirmar que seja qual for a realidade de suas lutas, suas dificuldades, seja qual for o grau da enfermidade e da morte em nossos corpos, por maior que seja o poder do último inimigo, podemos estar certos e confiantes nisto: nada pode impedir o cumprimento, o cumprimento do propósito de Deus em relação a nós.
Não há força que possa frustrá-lo, não há poder ou influência que possa competir com Ele. Pense nos inimigos mais poderosos deste universo. O diabo a morte e o inferno já foram vencidos. Você se dá conta da extraordinária grandeza de Deus e do Seu poder em você? Você compreende a obra de Deus em você? Pense na esperança do chamamento de Deus. Na glória da herança de Deus e na grandeza do Seu poder. Nós temos a necessidade da iluminação dos olhos do nosso entendimento.
Que Deus nos abençoe.
Pr. Jorge Francisco Cacuto


[topo]