Mensagens em Efésios   

JESUS CRISTO É A NOSSA PAZ(Efésios 2:14-16).
14 Pois ele é a nossa paz, o qual de ambos fez um e destruiu a barreira, o muro de inimizade,
15 anulando em seu corpo a lei dos mandamentos expressa em ordenanças. O seu objetivo era criar em si mesmo, dos dois, um novo homem, fazendo a paz,
16 e reconciliar com Deus os dois em um corpo, por meio da cruz, pela qual ele destruiu a inimizade. (NVI)

Somente o Senhor Jesus Cristo desfaz a inimizade entre o homem com Deus e entre o homem com o homem.
1. A mensagem da Bíblia é que Deus é Deus de paz. Ele mesmo produz a paz e faz a paz em seu Filho, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Ilustração: O resultado disso tudo nós conhecemos. Quando nós lemos a profecia lá no VT, no livro de Gênesis 49:10, por exemplo, nós encontramos um homem chamado Jacó. Já no final de sua vida, Jacó estava abençoando os seus filhos. Quando chegou a vez de abençoar Judá ele diz: O cetro não se arredará de Judá, nem o bastão de entre os seus pés, até que venha Siló; e a ele obedecerão os povos (Gn 49:10).
O que é Siló? Siló quer dizer paz. Já lá no VT, na sua velhice, embora não entendendo plenamente como nós entendemos, a Jacó foi lhe dado ver o Autor da paz, o Príncipe da paz.
2. O pecado põe os homens em inimizade. O pecado põe os homens em inimizade não somente uns com os outros, mas também em inimizade com o próprio Deus.
Ilustração: Na sexta feira da semana retrasada, assistimos com todo o entusiasmo as diversas passeatas pelo Brasil afora em favor da PAZ. No domingo seguinte, que foi o domingo passado, a Grande São Paulo conheceu mais uma chacina como de costume.
Meus irmãos, o grande problema da atualidade é o problema da paz. Essa é razão de tantas e tantas conferências que se realizam. Essa é a grande preocupação de todo mundo, e o pecado é a causa do problema, porque o pecado põe o homem em inimizade contra Deus, e em inimizade contra o próprio homem.
O problema do homem não é somente o desemprego, a chacina. O problema do homem não é mera questão de exclusão social, não, não, não (o índio Pataxó por exemplo, foi queimado por jovens de classe alta). O problema do homem, em primeira mão, está no fato de que somente Jesus Cristo pode estabelecer a verdadeira paz e sem Ele não há paz em hipótese nenhuma.
O mundo pode continuar a se desenvolver intelectualmente, tecnologicamente e em todos os outros aspectos. Pode aumentar o seu conhecimento da ciência (como o genoma), da sociologia, da psicologia (jogador França) e de tudo mais. Pode multiplicar as suas instituições em busca da paz, porém isto não levará a nada, exceto em nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Ilustração. Em 1999 a diretoria do lar Carlos Harmon foi chamada na Secretaria da Habitação e Bem Estar Social. Dentre tantas coisas que nós ouvimos concluímos que sem a identidade evangélica não valeria a pena continuar. É por isso que o quadro de funcionários são evangélicos desde o faxineiro aos diretores. Hoje falta uma educadora no dormitório feminino... Ainda é uma gota de água no oceano, mas está lá.
Só e somente Jesus Cristo é a paz e faz a paz. O que significa a declaração Jesus Cristo é a nossa paz? Gostaria de fazer algumas declarações quanto ao significado de que Cristo é a nossa PAZ.
I. Ele, pessoalmente, é a nossa paz (v.14).
O que quero dizer com isso é que nós temos que estar em Jesus Cristo antes de podermos desfrutar as bênçãos de Deus como o Deus da paz. Nós temos que nos relacionar com Cristo, nós temos que ser enxertados em Cristo como membros de Cristo e parte do Seu corpo, participando da vida de Cristo, a fim de realmente desfrutarmos das bênçãos da paz de Cristo.
1. Quando nós chegamos a Cristo temos a paz com Deus (Romanos 5:1).
2. Porque temos Paz com Deus, podemos desfrutar a Paz de Deus no nosso dia a dia (Filipenses 4:7). "Caiam mil ao teu lado, e dez mil à tua direita; tu não serás atingido. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás o castigo dos ímpios "(Salmo 91:7,8).
Tudo isso porque Cristo derrubou a parede da separação. Jesus Cristo derrubou a parede da separação, ou seja a parede divisória da hostilidade, da inimizade que estava no meio. Somente o Senhor Jesus Cristo desfaz a inimizade entre o homem com Deus e entre o homem com o homem.
O apóstolo Paulo está usando aqui uma figura do templo (especialmente o templo de Herodes), que foi destruído no ano 70 DC. Havia uma parede divisória no templo, que separava cada grupo. O pátio dos gentios era o mais distante. O gentios não tinham permissão para entrar no pátio do povo judeu. Havia uma parede que os separava.
Aplicação: Mas em Cristo, diz o apóstolo Paulo, estas paredes foram derrubadas, foram postas abaixo e o caminho para o Lugar Santíssimo está livre (João 19:30; Mateus 27:51).
II. Ele pessoalmente faz paz (v.15).
Como isso acontece? Talvez a melhor maneira de explicar isso seria olhar para o VT e perceber que era necessária a lei (cerimonial) para que o homem se relacionasse com Deus (Lev. 16: 5-11, 22).
1. Abolindo a lei dos mandamentos (v.15a).
Romanos 10:4- "Porque o fim da lei é Cristo para justiça daquele que crê." O homem chega a Deus não mediante um sacrifício humano, porque nos diz a palavra que é impossível que sangue de animais ou touros remova pecados. Deus em Cristo faz com que os homens venham à Sua presença, Gentios ou Judeus, mediante o sacerdócio exclusivo e Mediador entre Deus e os homens – Jesus Cristo - que pelo sacrifício da Sua vida e pelo Seu precioso sangue, derrubou a parede da inimizade.
2. Criando um novo homem (v. 15b).
Só abolindo as paredes intermediárias da separação não produz paz. Quando Deus faz a paz, faz algo interno, algo novo. Por causa desse novo trabalho que Deus faz, não apenas não lutamos uns contra os outros, mas também amamos uns aos outros.
Aplicação: Cristo é o cumprimento disso tudo.
III. Ele pessoalmente faz a reconciliação de judeus e gentios com Deus (v.16).
Jesus Cristo, faz a paz. Hoje eu gozo esta paz de Deus porque Ele primeiro fez algo em meu favor. Ele é o Príncipe da paz que faz a paz. Para que eu desfrute desta paz é necessário nascer de novo, temos que ser criados de novo antes de ser possível que isso se aplique em nós. O texto que nós lemos nos mostra como que Cristo faz a paz. Para que haja paz verdadeira, duas coisa precisam acontecer:
1. É necessário que os homens sejam reconciliados com Deus.
2. É necessário que os homens sejam reconciliados uns com os outros.
Aplicação: A palavra reconciliar quer dizer mudança de uma atitude hostil com alguém. Significa que a inimizade é eliminada completamente. Não é remediar uma briga, e que alguém tenha cedido.
Conclusão.
Antes de ser possível gozar a paz de Deus e a paz com Deus, algo tem que acontecer antes. Seja você judeu ou gentio, bárbaro ou cita, escravo ou livre, homem ou mulher, você terá que vir dessa maneira. Cristo morreu por você. O único meio da reconciliação entre Deus e o homem é pela cruz, é pela morte de Cristo, que mata a inimizade, que remove todos os pecados.
Em Cristo Jesus, meus irmãos somos chamados um corpo. Somos todos um em Cristo, e vamos passar juntos a nossa eternidade na glória. Quando nos lembrarmos disso, e somente quando soubermos que de fato isso é verdade, e deve afetar a nossa vida, é que poderá haver uma paz verdadeira, real duradoura.
Somente o Senhor Jesus Cristo desfaz a inimizade entre o homem com Deus e entre o homem com o homem.
Bendito seja Deus pela nova criação em Cristo Jesus!
Pr. Jorge Francisco Cacuto


[topo]