Mensagens em Efésios   

CHAMADOS À PLENITUDE DO ESPÍRITO (Efésios 5:18-21)
18 Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito,
19 falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando e louvando no coração ao Senhor,
20 dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
21 Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo.


Ser cheio do Espírito Santo, é ser visivelmente controlado por ele.
O álcool entra pela boca e vai ao estômago – corrente sangüínea – cérebro – alteração de comportamento: físico (motor), mental, psíquico, emocional.
Quando o alcool domina uma pessoa, esta passa a produzir comportamentos que em estando sóbrio na faria: coragem, ousadia, falta de censo crítico, alegria, despreocupação com problemas, valorização de pessoas, etc.
Ilustração: Sr. José Santana, um homem tímido que quase não falava nada. Depois de bêbado disse-me: conta outra negão.
Sr. Alcides, membro de nossa Igreja, antes de sua conversão, quando bebia muito, prometia comprar tudo. Um dia prometeu comprar uma ilha, sem dinheiro no bolso.
Quando o Espírito Santo desceu sobre os discípulos, em Jerusalém no dia de pentecostes, alguns diziam que eles estavam bêbados, embriagados (At. 2:13).
Homens medrosos falavam. Tímidos pregavam. Iletrados discursavam. Diante do perigo não se preocupavam. Judeus racistas pregavam a samaritanos e gentios
NÃO, se embriague com álcool – ORDEM NEGATIVA
Embriague-se com o Espírito de Deus – ORDEM POSITIVA
Ou seja, a inspiração que o homem procura na bebida, vai somente achá-la na plenitude do Espírito Santo.
A ênfase não é quanto eu tenho do Espírito, mas quanto de controle o Espírito tem de mim.
O verbo ENCHEI-VOS é imperativo, presente, passivo, plural. Ou seja, é uma ordem para todos os crentes no sentido contínuo. É um ato sem limite, mas tem efeitos visíveis, assim como alguém controlado pelo vinho tem características visíveis.
Ilustração: Algum tempo atrás um homem bêbado me perguntou: Você pensa que estou bêbado? Eu respondi: não, imagina!!!
Ser cheio do Espírito Santo, é ser visivelmente controlado por ele.

Apresentarei quatro efeitos básicos de uma vida cheia do Espírito.
I. VISIVELMENTE CONTROLADO NA MINHA FALA v. 19
A boca fala do que está cheio o coração (Mat. 12:34). A palavra é o assunto de nossas conversas. Não é falar chavões evangélicos; é conteúdo. Uma pessoa cheia do Espírito é conhecida pelo que fala ou deixa de falar.
II. VISIVELMENTE CONTROLADO NO MEU LOUVOR v. 19
Você conhece uma pessoa cheia do Espírito Santo pela maneira como ela adora a Deus. Não é pela coreografia, mas pela constância do espírito de adoração em seu coração
III. VISIVELMENTE CONTROLADO MINHA GRATIDÃO v. 20
Reações de gratidão à vida e a tudo, na presença de Deus, produzem uma pessoa cheia do Espírito. O murmúrio é sinal de insatisfação com Deus. Sabia disso?
Não se trata de uma vida de conformismo, mas de uma atitude de gratidão a Deus.
IV. VISIVELMENTE CONTROLADO MINHA SUBMISSÃO v. 22
Níveis de sujeição:
1. Mulheres - Sujeitas a seus maridos.
2. Maridos - Amam a suas mulheres, servindo-as.
3. Filhos - Submissos a seus pais.
4. Pais - Submissos ao Senhor, tratando os filhos na disciplina do Senhor.
5. Servos - Submissos aos patrões.
6. Senhores - mandam com base no temor do Senhor.
Ser cheio do Espírito Santo, é ser visivelmente controlado por ele.
Conclusão:
É uma ordem e a ordem é: Quanto o Espírito tem de mim. É o Espírito controlando a minha vida em todas as áreas: fala, louvor, reações, relacionamentos. Ser cheio do Espírito Santo, não é a razão do viver cristão. É sim, o poder para o viver do cristão. O poder para o cristão cumprir a sua missão.
Ser cheio do Espírito Santo, é ser visivelmente controlado por ele.

Pr. Jorge Francisco Cacuto


[topo]